Ecologia

Estimulamos a consciência ecológica e ensinamos nossos alunos a respeitar a vida e ao meio ambiente dando exemplo e adotando diversas ações, dentre elas a coleta seletiva de lixo, a construção e manutenção de nosso aquário marinho, adoção de projetos e atividades práticas.

 

Aquário Marinho

Se há algo que o pessoal do Colégio Unimor tem grande carinho e xodó é o Aquário Marinho. Mas não é para menos, além de muito bonito e estar localizado na entrada do colégio, este aquário é de água salgada! Todas as espécies marinhas que o compõem estão no habitat natural. São diversas espécies da fauna e flora marinha, que além de embelezar o colégio, estimulam a curiosidade e o espírito científico dos alunos.

Veja agora as espécies que compõem o Aquário Marinho:


Yellow Tang ou Cirurgião Amarelo ( Zebrasoma flavescens ):
Peixe que ocorre no indo-pacífico e pertencente a uma família conhecida popularmente como "Cirurgiões". A razão do nome refere-se a um esporão localizado na base da nadadeira caudal. Esse esporão, afiado como uma navalha, consegue cortar a lateral de um agressor e fazer uma ferida semelhante a um corte, daí o nome cirurgião. Os Yellow Tangs são muito elegantes e nadam velozmente em cardumes no mar. Alimentam-se basicamente de algas, plâncton e de pequenos peixes e invertebrados.


Donzela Azul:
Um dos mais belos peixes marinhos, de azul intenso e luminoso. São extremamente abundantes no indo-pacífico e vivem em cardumes por entre os arrecifes de corais. São territoriais e podem brigar e expulsar intrusos com muita agressividade.


Peixe-Palhaço:
Um dos mais fascinantes peixes da natureza. Vivem em todos os oceanos, à exceção do Atlântico. Dotados de um nado relativamente lento, os peixes-palhaço desenvolveram um sistema eficiente para se proteger dos agressores. Apresentam na pele uma secreção capaz de neutralizar a ação urticante e "grudenta" dos tentáculos das anêmonas, fazendo com que consigam se esconder e se proteger, por entre eles, sem que nenhum outro peixe se aproxime. O peixe-palhaço cuida de sua anêmona como se fosse sua casa, levando comida para ela e evitando a ação de predadores.


Banded Shark ou Bamboo Shark (Chiloscyllium punctatum):
Nativo do Oceano Índico e Pacífico este tubarão é ovíparo e seus ovos, na verdade envoltórios pergamináceos do embrião, são facilmente encubados em aquários. Inofensivos ao homem vivem em arrecifes de coral e podem permanecer horas fora da água, durante uma maré baixa. Alimentam-se de crustáceos, peixes e moluscos que capturam entre as fendas das rochas. Os ovos são facilmente encontrados em lojas especializadas. São abundantes e não estão ameaçados de extinção. Porém a cada ano mais e mais ovos são coletados, principalmente nas Filipinas. Atingem no máximo 1,10 metros e têm hábito noturno. Passam a maior parte do tempo sobre o solo e chegam a "caminhar" com auxílio de suas nadadeiras peitorais e anais à procura de alimento. Os filhotes e jovens possuem faixas pretas intercaladas de brancas que vão descolorando conforme ficam adultos, adquirindo uma coloração amarronzada. É a espécie mais resistente à temperatura alta e vivem muitos anos em aquários caseiros, atingindo uns 90 cm em poucos anos. Os filhotes recém-nascidos podem demorar a se adaptar e algumas dicas podem ser passadas aos interessados.O cuidado com os ovos é igual a dos adultos: água fria, boa circulação e amônia zero. São tímidos e podem ser facilmente incomodados por peixes anjos e grandes crustáceos

Anêmonas-do-mar:
Invertebrado marinho pertencente ao mesmo grupo dos corais. Não apresenta esqueleto e seu corpo é formado basicamente de uma boca, estômago e sistema coletor de alimento ( tentáculos ). Os tentáculos possuem a forma de um cilindro e apresenta milhares de estruturas que, ao serem tocadas, disparam um espinho venenoso. Como são em grande número, a quantidade de veneno atua nos peixes de maneira a paralisá-los, até que sejam comidos. Quanto mais o peixe se debate nos tentáculos mais ele fica aderido a eles.

Caranguejo-Ermitão ou Eremita:
De todos os caranguejos os ermitões são, sem dúvida, os mais simpáticos. Desprovidos de proteção nas partes finas de seu abdome, os ermitões necessitam esconder parte de seu corpo num "esconderijo móvel". Para isso utilizam conchas de caramujos vazias que encontram pelo fundo dos arrecifes de corais, seu habitat predileto. Como as conchas aos poucos vão ficando apertadas, eles vivem trocando e experimentando outras mais confortáveis. A concha serve de proteção contra predadores e sem ela ele não teria a menor chance de sobrevivência.

Ouriço:
Animal pertencente ao mesmo grupo das estrelas. Apresentam espinhos ao redor do corpo que servem de proteção contra a ação de predadores.  Alimentam-se de algas e de restos de outros animais. Sua boca fica na região ventral e o ânus na parte dorsal do corpo. Para corroer o alimento apresentam cinco fortes estruturas semelhantes a dentes, que raspam o substrato. Apesar de inofensivos, seus espinhos podem causar sérios ferimentos se penetrarem na pele.

Facebook
Nucleo I

MAPA

Núcleo 1

Av. Casa Verde, 322
Santana
São Paulo • SP
Tel: 2256.6001

Nucleo II

MAPA

Núcleo 2

Rua Jorge Valim, 92
Santana
São Paulo • SP
Tel: 2256.6001

Nucleo III

MAPA

Núcleo 3

Rua Clélia, 965
Vila Romana
São Paulo • SP
Tel: 3872.6003

© Colégio Unimor - Todos os direitos são reservados